sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Panorama Politico (Ilimar Franco)

O julgamento do julgamento            

             O presidente do STF, Joaquim Barbosa, está xingando nos bastidores o PGR, Rodrigo Janot. Joaquim não se conforma com o pedido de prisão dos réus do mensalão, feito por Janot às vésperas da retomada do julgamento. Acredita que o PGR ofereceu a isca para o ministro Ricardo Lewandowski pedir nova intervenção da defesa. E acusa Janot de ter tentado inviabilizar a sessão realizada pelo Tribunal nesta quarta-feira.

Passando o bastão
A primeira missão do vice Michel Temer, ao retornar da viagem à China e aos Emirados Árabes, foi conversar com os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Henrique Alves. Os dois têm medido forças e este embate ficou mais intenso nos últimos 15 dias. Temer pediu que ambos baixem a bola. Para Henrique Alves fez apelo especial, o de que ele combine, com parceiros e aliados, antes de chutar em gol. Mas a guerra não vai acabar. Na semana que vem, a Câmara promete aprovar o piso para os agentes comunitários de saúde com mudanças no texto. Assim, a proposta volta à sua Casa de origem, o Senado, e o ônus de rejeitar será dos senadores.

A corrupção não tem partidos e é um mal em si. Nesses poucos meses, explodiram escândalos em um Ministério, em um importante Estado e em uma importante Prefeitura

Luís Roberto Barroso
Ministro do STF, no julgamento do Mensalão

Se a moda pega
A viúva de um ex-senador ganhou na Justiça o direito de ser ressarcida pelo Senado em R$ 260 mil com despesas médicas. Uma norma interna limita este ressarcimento em R$ 32 mil anuais. O Senado está recorrendo da sentença.


Não é mais aquele
O MST perdeu seu vigor. Relatório da Ouvidoria Agrária Nacional fez um Raio-X da ação da organização e constatou que as ocupações de terra caem a cada ano. Neste, até novembro, ocorreram 78 ocupações. É o menor número da história. O MST perdeu gás devido à redução do desemprego e ao aumento da renda da agricultura familiar.

A esperança é a última que morre
A ministra Ideli Salvatti, estava aliviada ontem e convencida que tinha desarmado a pauta bomba. Depois de semanas de negociações, acredita que não será aprovado nenhum projeto que amplia, sem entendimento prévio, os gastos públicos.

Pulando fora
O presidente do TCU, Augusto Nardes, nega que tenha feito proposta para mudar a lei do teto salarial. Lembra que, em 2009, relatou Acórdão dizendo que o teto valia mesmo que o pagamento viesse de esferas ou poderes distintos. “Porque eu mudaria isso agora?”, pergunta. O ministro diz que não lembra quem propôs isso, acrescentando que a decisão final da matéria será do Congresso.

Checar todos os detalhes
A assessoria do presidente do STF, Joaquim Barbosa, vai trabalhar ao seu lado no feriado para preparar os pedidos de prisão dos condenados no mensalão. O ministro não quer cometer erros.

Na política não tem espaço vazio
O governador Raimundo Colombo (PSD-SC) desistiu do PT. A bola foi lançada para o PP e o presidente da Assembleia, Joares Ponticelli ,pode concorrer ao Senado. O PMDB terá o vice.

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) prepara ação judicial para suspender o leilão do Galeão após a Justiça bloquear pagamentos para a EDP, cujo projeto desaloja daquela região três mil famílias.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial