quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Panorama Político - O Globo (Ilimar Franco)

Vitrine mundial
          Nem só da Copa se fará a imagem do Brasil em 2014. Antes da bola rolar, o Congresso vai receber o “G-20 Parlamentar”. Os presidentes de Câmaras e de Senados das vinte maiores economias mundiais virão debater a ação frente à crise internacional. Nos próximos dias, os presidentes Henrique Alves e Renan Calheiros vão anunciar a criação de uma comissão para organizar o grande evento.

Bahia: a aposta do DEM
O DEM quer voltar ao primeiro time da política nas eleições. E elegeu a Bahia como sua carta de reapresentação. O partido acredita que o ex-governador Paulo Souto pode vencer o pleito. “O projeto mais importante e viável de poder do DEM é a Bahia”, confirma o seu presidente, senador José Agripino (RN). Souto, embora não confirme publicamente, já teria aceitado ser o candidato. Ele é a alternativa do coração do PSDB e teria o apoio do PMDB local, que joga com a candidatura do vice do Banco do Brasil, Geddel Vieira Lima. O anúncio será feito no ano que vem, quando Souto receberá as garantias materiais que poderá fazer uma campanha para ganhar.

A Catedral da política de qualquer país é o Congresso. Lá, você pode celebrar a missa ou roubar a hóstia na sacristia

Benito Gama
Presidente do PTB e vice-presidente do Banco do Brasil

‘Tá tudo dominado’
O governador Sérgio Cabral voltou de Aracaju, do enterro do governador Marcelo Déda, no avião da presidente Dilma. Papo vai, papo vem, e ela repetiu as palavras do ex-presidente Lula: “O PT não sai do governo no Rio antes de março.”


Ele era assim
Nos últimos dias, quando ainda estava lúcido, o ex-governador Marcelo Déda (SE) despediu-se dos amigos. Para o diretor da Petrobras, José Eduardo Dutra, ele lembrou: “A gente se divertiu muito nessa vida. E fomos amigos para valer”. Sereno até o fim, relatam que ele chegou a combinar, com a mulher, Eliane, como gostaria que fosse o funeral.

Aposta petista
O secretário de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mozart Sales, é apontado no PT como forte candidato a substituir o ministro Alexandre Padilha, quando este sair, em janeiro, para concorrer ao governo paulista.

Rede de intrigas
Na noite de anteontem, após a renúncia de José Genoíno, o PT fez destaque à PEC do voto aberto para que a eleição a presidente da Câmara não seja mais secreta. O deputado Eliseu Padilha (PMDB-RS) conseguiu derrubar o que foi visto, pelo seu partido, como manobra petista para detonar acordo entre eles para comandar a Casa.

Ele tem a força
Candidatos à liderança do PMDB na disputa anterior, os deputados Osmar Terra (RS) e Sandro Mabel (GO) estavam entre os que defenderam ontem a recondução de Eduardo Cunha (RJ) para liderar a bancada da Câmara no próximo ano.

José Alencar
A presidente Dilma volta ao Rio na segunda-feira. Ela vai lançar ao mar o navio gaseiro José Alencar, da Transpetro. E falar no Seminário Internacional da Fundação Bill Clinton sobre as oportunidades de investimentos que o Brasil tem para oferecer.

O ânimo dos partidos é não votar mais nada na Câmara esse ano, mesmo após acordo para retirar da pauta o reajuste para os Agentes da Saúde.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial