quinta-feira, 22 de maio de 2014

PANORAMA POLÍTICO (22) - ILIMAR FRANCO

Uma geleia chamada PR
Ilimar Franco22.5.2014 10h48m


          Detentor de um minuto e 56 segundos na TV, o PR é disputado pelos principais candidatos ao Planalto. O partido já esteve nas mãos da presidente Dilma. Hoje reina a divisão. E cresce a turma do desembarque. Seu presidente, o senador Alfredo Nascimento, prefere Dilma (PT). O líder na Câmara, Bernardo Santana (MG), fechou com Aécio Neves (PSDB). E Anthony Garotinho (RJ) defende o apoio a Eduardo Campos (PSB).

O fator Garotinho
O fato de ser o único candidato a governador com chance de vitória fortalece a posição de Garotinho no PR. Além disso, o Rio tem mais seis deputados, e a maioria dos nove do Nordeste prefere o socialista. Essa ala tem maior peso que o líder Bernardo Santana, que é um dos cinco mineiros. Eduardo Campos, no entanto, ainda não deu um passo à frente. Seu tempo de TV saltaria de dois minutos e meio para quatro e meio. Mas ele precisa de um sinal verde de sua vice, Marina Silva. Há o constrangimento pela prisão (mensalão) do ex-presidente do PR Valdemar Costa Neto. Os tucanos contam com isso e juram que Valdemar é coisa do passado.

O Eduardo e a Marina querem, exageradamente, passar uma imagem de purismo. O Valdemar tem influência, mas não é da direção formal

Duarte Nogueira
Presidente do PSDB de São Paulo e deputado federal
Premiado
O ex-diretor do Ipea Rafael Guerreiro Osório, responsável pela divulgação dos dados errados na pesquisa de violência sexual contra as mulheres, foi nomeado assessor da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

O estilo
Um dos políticos mais próximos de Aécio Neves garante que ele não tem núcleo duro na sua campanha. Assegura que o candidato a presidente do PSDB é o único que tem o conjunto de informações e o quebra-cabeça inteiro da sua estratégia. Explica que Aécio se orienta pela receita do avô Tancredo Neves: “Um amigo para cada assunto”.

Uma coisa
O senador Gim Argello (PTB-DF) deixou seus partidários sem graça, ontem, no almoço com a presidente Dilma. Lá pelas tantas, proclamou que era o pai dá ideia de criação do programa Minha Casa, Minha Vida. Dilma fez cara de paisagem.

Nova atitude
Chamou a atenção dos petebistas a conduta da presidente Dilma no almoço de ontem. Contam que ela estava descontraída e que passou em todas as mesas. E que também fez questão de bater papo com os parlamentares. Ela tirou fotos e distribuiu beijos e abraços. A presidente deixou de lado sua sisudez ao receber o apoio do PTB.

Afago
Durante o almoço no PTB, a presidente Dilma perguntou a Cristiane Brasil como está o seu pai, Roberto Jefferson, preso (mensalão) no Rio. Dilma contou que trocava CDs e DVDs de ópera com ele e pediu que lhe mandasse um abraço.

A porta é a serventia da casa
O Solidariedade só vai esperar até terça-feira a defesa do deputado Luiz Argôlo (BA) sobre sua relação com o doleiro Alberto Youssef. Se não apresentar nada, será desfilado. A direção do partido quer que ele peça para sair.
Apelido. O Senado teria feito uma sessão de caridade ontem. Aprovou aumentos salarias, criação de cargos e o piso dos agentes de saúde.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial