sexta-feira, 23 de maio de 2014

PANORAMA POLÍTICO (23) - ILIMAR FRANCO

O fanatismo esportivo
          No Brasil fala-se muito nos protestos na Copa num desdobramento de junho de 2013. Mas no exterior o temor é com a violência de torcidas organizadas. A Argentina mandou uma lista de 2 mil fanáticos. Os hooligans de Itália, Inglaterra e Alemanha estão sendo alertados por seus governos sobre medidas de segurança adotadas aqui. Os casos de intolerância crescem. Centenas de câmeras estão instaladas dentro e fora dos estádios.

Para todos os gostos
Os partidos que disputam a eleição presidencial viram números que lhes favorecem na pesquisa Ibope divulgada ontem. O tucano Aécio Neves comemora ter subido seis pontos e ter mantido distância do socialista Eduardo Campos. Este também vibra, por ter subido cinco pontos e permanecido com a mesma diferença de seu adversário na disputa para ir ao segundo turno. Os petistas venderam otimismo, pois a presidente Dilma subiu três pontos e voltou a um patamar que lhe permitiria vencer o pleito no primeiro turno. Nas eleições de 2010, a oposição fez 52% dos votos válidos no primeiro turno. Agora, ela está partindo de um patamar de cerca de 41%.
O PMDB do Rio organiza manifestação do movimento suprapartidário de apoio à candidatura de Aécio Neves à Presidência

Eduardo Cunha

Líder do PMDB na Câmara (RJ) e integrante da ala do partido contra o apoio à presidente Dilma

A CPI Mista da Petrobras
O senador Vital do Rêgo (PMDB) pode deixar o comando da CPI do Senado para presidir a CPI Mista. O ex-presidente da Câmara Marco Maia (PT) está cotado para a relatoria. Os governistas avaliam que a CPI dos senadores vai morrer.


Autoridades
O Brasil espera pela vinda de mais de uma dezena de chefes de Estado e dezenas de governantes para assistir aos jogos da Copa. Mas o mais aguardado de todos é o príncipe Harry. Fã de futebol, a expectativa é que ele venha acompanhar os jogos da Inglaterra em Manaus, Belo Horizonte e São Paulo. Por questões de segurança, não há confirmação.

A livre concorrência
A sinalização do Rio para a Copa, sobretudo na Barra, será deficiente. O governo estadual e a prefeitura terão de improvisar. Uma guerra de liminares entre as empresas privadas concorrentes retardou a execução do serviço.

Na hora do intervalo
Na viagem à Paraíba, sexta-feira passada, o assunto no voo entre a presidente Dilma, ministros a bordo e o brigadeiro Joseli Camelo foi o álbum da Copa. O brigadeiro chegou a deixar a cabine para trocar figurinhas. A presidente Dilma disse que o dela, que fez para o seu “menino pequeno”, o neto Gabriel, estava completo.

O maior drama
Os jogos da Copa em Cuiabá são os que mais preocupam o governo. A cidade deve receber, em dias de jogos, 42 mil torcedores. O governo e a Fifa têm lá forças-tarefas para resolver os gargalos, e foi criado um esquema de hospedagem alternativa.

Bala na agulha
São esperados 600 mil estrangeiros na Copa. Os americanos adquiriram mais ingressos: 150 mil. Depois vieram os colombianos, 67 mil, e os argentinos, 60 mil. Estes devem invadir o país (de carro) à medida que sua seleção avance.

O presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), comemora um recorde. Anteontem, os deputados conseguiram votar seis medidas provisórias.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial