quinta-feira, 5 de junho de 2014

Panorama Político (05) - O Globo - Ilimar Franco

ILIMAR FRANCO05.06.2014 11h41m

Embalado pela estagnação da economia, o presidenciável Aécio Neves (PSDB), lançará uma “Carta ao Mercado”, propondo “um choque de mudança”, como definiu um tucano. Aécio quer sinalizar aos empresários que é contra o intervencionismo e que cumprirá as metas de crescimento. A carta está sendo elaborada por Antonio Anastasia e pelo time de economistas do PSDB.

Vai e volta
O PSDB reabriu conversas com o PSD pela indicação de Henrique Meirelles a vice de Aécio Neves. As negociações passam pela chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) e Gilberto Kassab (PSD), em São Paulo, estimulada por Aécio.
Uma folga da política
A cidade-sede que mais receberá turistas brasileiros para os jogos da Copa do Mundo será Brasília: 17% dos torcedores, seguida por São Paulo, para onde viajarão 14% dos turistas; Belo Horizonte, 13%; Rio, 11%; e Fortaleza, 10%. Os dados são de pesquisa concluída ontem pelo Ministério do Esporte, que ouviu 6.842 brasileiros de 26 de maio a 3 de junho. Dos torcedores, 38% conseguiram comprar ingressos para um jogo, 21% para dois, e 11% para três ou quatro partidas. Deles, 42% viajarão de carro e 35% de avião. A maioria se hospedará em hotéis: 42% em econômicos, 33% de primeira classe, e 5% de luxo. Outros 18% reservaram pousadas e hostels.
“O Congresso tem de parar de acreditar que há conflito entre a democracia representativa e a direta. Propor a extinção dos conselhos, porque eles poderiam ser aparelhados é absurdo”
Henrique Fontana (PT-RS)
Líder do governo na Câmara
Dia de deputado
O medalhistas olímpico Fernando Scherer, o Xuxa, passará o dia hoje em imersão na Câmara dos Deputados. Candidato pelo PSB de São Paulo, terá aulas sobre o processo legislativo, o trabalho das comissões e as votações. Quer fugir do perfil da campanha de Tiririca (PR), campeão de votos em 2010, que dizia não saber o que faz um deputado.
Cenário no Rio
Pesquisa encomendada pelo PMDB ao GPP Instituto mostra a presidente Dilma com 32,9% no Rio, o dobro de Aécio Neves (PSDB), 16%. Eduardo Campos (PSB), 7,1%, está empatado tecnicamente com Pastor Everaldo (PSC), 6,1%.
Vai feder
A uma semana da Copa, o governo do Distrito Federal está preocupado com repercussão sobre o maior lixão em funcionamento no país. Ele já deveria ter sido fechado, mas o governo teve problemas com a licitação do aterro sanitário, suspensa pelo Tribunal de Contas. O ganhador ofereceu preço maior do que o 2° colocado.
Torcida ou discurso
Eduardo Campos foi aconselhado por integrantes do PSB a mudar a data da convenção que oficializará sua candidatura a presidente e de Marina Silva a vice. Será dia 28, quando possivelmente o Brasil disputará as oitavas.
No DNA
A Câmara aprovaria ontem a troca do nome da Ponte Rio-Niterói de Costa e Silva para Betinho. O deputado Alexandre Leite (DEM-SP), pediu vista. Jandira Feghali (PCdoB) se irritou com o colega: “Está no DNA do DEM a defesa da ditadura”.
Paulo Skaf (PMDB), candidato ao governo de São Paulo, recebeu apoios de PDT, que indicará o vice, e do PROS. Ambos negociados por Michel Temer.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial